Defesa de Projeto Final de Curso: Saúde Mental

No dia 31 de outubro de 2018, a estudante Amanda Keler Trentin defendeu seu Projeto Final de Curso, do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, intitulado Saúde Mental: Construção de um Software para Aplicação e Gestão das Informações do Self-Reporting Questionnaire no Âmbito Escolar.

Os índices de aparecimento de distúrbios psíquicos vêm aumentando gradativamente, consequentemente, os adolescentes pormenorizam a parcela vulnerável da população por experienciarem um sofrimento significativo por conta das diversas pressões impostas pela família, pela sociedade e pelas modificações próprias da idade, diminuindo a qualidade da saúde mental.

Nesse contexto, o software surgiu durante a disciplina de Projeto Final de Curso (PFC) do Ensino Médio Técnico Integrado em Informática, do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Campus Assis Chateaubriand. Levando em consideração, o incentivo dos professores, para que se aliasse ao PFC algum possível interesse profissional da área de graduação, justificando escolha pela temática da psicologia.

Desse modo, houve o desenvolvimento de uma ferramenta em formato de software computacional, que colaborasse na identificação dos estudantes com problemas de saúde mental e que pudesse ser aplicada em larga escala para auxílio do processo de triagem da instituição.

Diante do exposto, o projeto teve como objetivo desenvolver um software desktop que permita ao discente a auto aplicação, por meio de software, do questionário Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) e ao psicólogo, gerenciar as informações sem fazer uso dos habituais formulários em papel. Ademais, a partir das respostas, elaborar um relatório, esboçando o histórico/gráfico da saúde mental dos jovens estudantes do IFPR.

Por consequência, atua como instrumento informatizado de gestão de informações visando colaborar com as ações de prevenção de saúde mental desempenhadas pelos profissionais da Seção Pedagógica e de Assuntos Estudantis (SEPAE). Outrossim, objetiva auxiliar na identificação dos estudantes que necessitam de atenção profissional psicológica.

O software conta com dois módulos, um para o acesso do aluno e outro para o acesso do administrador da aplicação, este pode cadastrar, buscar, os dois módulos cruzam-se  ao permitir a aplicação do SRQ-20 com a imediata emissão de um resultado. Este é tabulado e exposto de forma anônima em um gráfico, servindo como fonte de pesquisa para a instituição.

Como forma de licenciamento e distribuição, optou-se pela licença de atribuição e autoria de uso comercial, ressaltando o compartilhamento nos mesmos termos da atual licença, conforme Figura 1. Tal licenciamento foi embasado nas normas da Creative Commons.

O software está disponível em duas versões. A primeira, pode ser utilizada apenas em um computador por meio do Sistema Gerenciador de Banco de Dados, desse modo, pode ser instalado em um servidor computacional da rede, concentrando, em uma só base de dados, as informações. Já a segunda, é composta por dois softwares, a saber: o PSIQUÊ e o Software Servidor, em vista disso, pode ser executado simultaneamente em vários computadores e conectar-se a uma base de dados centralizada.

 Figura 1: Licenças atribuídas.

O trabalho faz parte do grupo de pesquisa IFINOS, do IFPR Campus Assis Chateaubriand e estará disponível para download em breve, quando o processo de licenciamento do software estiver concluído.


Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s